Computacao em nuvem: nao e tudo ou nada!

Você sabe que o assunto da “computação em nuvem” chegou para valer, quando as principais publicações de negócios, a exemplo dos jornais Financial Times e Wall Street Journal, apresentam matérias sobre seu potencial de gerar novas oportunidades para negócios globais.

No entanto, muito frequentemente, o “debate sobre a nuvem” acaba girando em torno da percepção de que, para alguns tipos de negócios, ela é desnecessária, complexa e de implementação excessivamente demorada, com benefícios difíceis de quantificar.
Essa linha de pensamentos resulta do fato de se ver a nuvem como uma solução do tipo “tudo ou nada”, sem levar em conta sua inerente flexibilidade e sua fácil adaptação às necessidades das diferentes empresas, evoluindo na medida do crescimento da própria organização. Na verdade, quando se trata de nuvem, é importante lembrar que uma mesma solução não serve para todos – e não é preciso que seja assim.
Embora a computação em nuvem tenha, até um certo ponto, “conquistado seus méritos” na área de gestão de aplicações e instalação, há outras camadas mais profundas em uma organização, em que seu valor ainda precisa ser provado. No caso de sistemas críticos, uma solução tradicional hospedada faz sentido, nos primeiros estágios, mas tende a precisar da flexibilidade e da escalabilidade para atender a mudanças rápidas, tão comuns atualmente no mundo moderno dos negócios – quer se trate de grandes aumentos na demanda após uma campanha de marketing online ou da necessidade de rapidamente expandir para novos mercados e lugares.
Esse é o ponto em que a nuvem híbrida se apresenta. A nuvem híbrida é definida como o uso combinado de servidores compartilhados e privados. Essa abordagem à computação em nuvem aproveita as vantagens da capacidade da rede empresarial e alavanca os investimentos já feitos em tecnologia, enquanto acrescenta a rápida capacidade de expansão e a flexibilidade da nuvem. Em vista disso, podemos dizer que se trata, no longo prazo, de uma abordagem mais sustentável, confiável, segura e economicamente vantajosa para muitas empresas.
De fato, nuvens privadas coexistirão, nas companhias, com nuvens híbridas, em um futuro próximo, na medida em que uma organização tenha aplicações e dados críticos demasiadamente sensíveis, não permitindo sua remoção das dependências da empresa. Essa abordagem, porém, pode, no longo prazo, acabar revelando-se muito cara, uma vez que o sistema precisa ser montado para a capacidade máxima de carga, o que é incrivelmente ineficiente. As nuvens híbridas podem fechar essa lacuna, fornecendo uma base para aplicações que exigem gestão local, enquanto se reduz a manutenção demandada pelas não-críticas que podem ficar hospedadas externamente.
Para muitas empresas, trabalhar com uma operadora de rede pode ser a maneira ideal de fazer uma transição paulatina para a nuvem. Ao colocar a rede no coração da oferta de nuvem, as operadoras ficam em uma posição de força, garantindo que a solução seja montada sobre uma base de desempenho, segurança e escalabilidade. Uma rede robusta e confiável é a cola que une equipamentos e aplicações, acelerando a realização de negócios e a mobilização da empresa. Funções, como mobilidade, backup, recuperação de desastre, aplicações na rede e segurança baseada na rede, podem ser incorporadas na solução e fornecidas com toda uma gama complementar de contratos de nível de serviço, suporte e cobrança unificada.
Com flexibilidade, escalabilidade e redução de custos permanecendo prioritárias na pauta de empresas, tudo indica que a transição para o modelo nuvem, de uma forma ou de outra, será inevitável, no curto a médio prazo. O grande passo seguinte para muitas organizações será encontrar o modelo de transição que faça o melhor uso da infraestrutura existente e, ao mesmo tempo, incorpore o potencial de atender às necessidades futuras – assim como encontrar o fornecedor certo para ajudá-las nesse processo.
*Eduardo Farinelli é vice-presidente de Vendas para a AT&T na América do Sul

Fonte: http://computerworld.uol.com.br/blog/opiniao/2012/10/29/computacao-em-nuvem-nao-e-tudo-ou-nada/
Saiba como adquirir nossos sistemas
Espaço exclusivo para lcientes

“Com o Uaisoft® temos um nível de confiabilidade maior. Antes de usá-lo, cada setor possuía um programa e havia um conflito muito grande de informações, além de muito retrabalho.

P.H.Transportes e Construções Ltda

Mais cases...